CADERNOS

No primeiro aniversário de Milplanaltos, fazemos publicar os Cadernos Milplanaltos. Estes Cadernos são uma extensão do nosso projecto. Dois títulos: Um Dia Feito de Vidro (de Manuel Portela) e Os Ícones de Andrei. Quatro diálogos com Tarkovsky (de Pedro Eiras). Os Cadernos de Manuel Portela e de Pedro Eiras foram apresentados por Abílio Hernandez Cardoso numa belíssima sessão no Círculo de Artes Plásticas que decorreu no passado dia 10 Abril.

 

 

CADERNO MILPLANALTOS #1 : MANUEL PORTELA ‘UM DIA FEITO DE VIDRO’
. A perfeição transparente do futuro digital
. Imagina o que é capturar o mundo com uma câmara digital

CADERNO MILPLANALTOS #2 : PEDRO EIRAS ‘OS ÍCONES DE ANDREI. QUATRO DIÁLOGOS COM TARKOVSKY’
. Viver
. O fragmento do tempo
. Sobreviver
. Os ícones de Andrei

Encontram-se agora disponíveis para eventual aquisição junto do Centro de Investigação em Antropologia e Saúde (CIAS), da Universidade de Coimbra, mas poderão também ser encomendados através do contacto milplanaltos@gmail.com. Futuramente serão lançados regularmente outros títulos.

EXPERIMENTAR

Milplanaltos é um espaço de constituição de linhas de fuga entre disciplinas.

Temos por desígnio cartografar as regiões de contacto, as contaminações, as passagens que se fazem inscrever entre áreas disciplinares diversas, assumindo-se que a interioridade de tais circunscrições disciplinares com as suas axiomática e estruturação não nos permitem experimentar.

Experimentar é assim ir ao encontro das linhas de fuga que fazem do pensar um acto criativo. Os conceitos não são, neste sentido, meras imagens do mundo; isto é, imagens que vão ao encontro de um mundo sem mediação – esta é uma das acepções de «verdade» que importa descartar. Os conceitos são filosóficos, de acordo com a estratégia deleuziana que aqui se reclama, porque criam possibilidades de pensamento que estão para lá daquilo que é conhecido ou assumido. Pensar é, neste sentido, uma actividade que faz multiplicar os possíveis, que nos faz constituir novas linhas de fuga.

Assume-se que a nossa estratégia é a de realizar conexões entre domínios eles próprios dinâmicos e conectivos. E esta estratégia implica a realização de ligações entre arte, literatura, filosofia e ciência.

Pretende-se, neste sentido, reunir contribuições múltiplas. Estas contribuições são colocadas em diálogo. Este diálogo é potenciado por encontros mensais que obedecem a um cronograma. O nosso site (https://milplanaltos.wordpress.com/) procura dar notícia destes encontros.

§

Os Cadernos Miplanaltos são, a seu modo, uma extensão e um desdobramento do projecto. Pretende-se fixar aí todo um conjunto de intervenções que emblematize a qualidade experimental de Miplanaltos.

Luís Quintais


Anúncios