COLABORADORES

EQUIPA

Luís Quintais_Nasceu 1968. Antropólogo, ensaísta e poeta. Escreveu sobre Post-traumatic stress disorder e guerra colonial, sobre a emergência e consolidação do conhecimento psiquiátrico, sobre biotecnologias e bioarte, sobre etnografias e escrita, sobre arquitectura e suas relações com a antropologia, e sobre cultura e cognição. Interesses actuais: Gilles Deleuze, Michel Serres, Gerald Edelman, Alfred Gell, Tim Ingold, ciência cognitiva, intersecções arte e ciência, interdisciplinaridades, acidentes, poesia. Tem publicados nove livros de poemas e três de ensaio. Os seus poemas encontram-se traduzidos em várias línguas, com destaque para La Imprecisa Melancolia (Barcelona, Lumen, 1995).

Ana Pires Quintais_Licenciada e Mestre em Psicologia com pós-graduação em Análise e Intervenção Familiar  pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra. Desenvolve investigação no âmbito do Doutoramento em «Linguagens e Heterodoxias: História, Poética e Práticas Sociais» (Centro de Estudos Sociais / Faculdade de Letras, Universidade de Coimbra).

Francisco Pires_ Nasceu em Trancoso em 1980. É licenciado em comunicação e design multimédia pela ESEC, Coimbra. Inicia a sua experiência profissional em Barcelona, onde em 2006 integra a equipa keepu, empresa dedicada ao webdesign e à actualização de conteúdos, produção e desenvolvimento de campanhas publicitárias. Após um breve periodo como designer freelance, é convidado a colaborar com o prestigiado estudio de branding e packaging morera design, onde adquire o ‘know-how’, a experiência e a vontade que lhe permitem em 2009 iniciar o projecto unit.lab em Portugal.

Marisa Leiria_Nasceu em Coimbra em 1977. É licenciada em arquitectura pela ARCA-EUAC, Coimbra. Colabora com diversas entidades ligadas à arquitectura e ao design até 2006, ano em que se muda para Barcelona. Aqui especializa-se em ‘design, imagem e arquitectura’ na escola superior de design elisava, onde é convidada a coordenar o mestrado em ‘design e arquitectura’. É também em Barcelona que adquire grande parte da sua experiência profissional em arquitectura de interiores, através da sua colaboração com o estudio air-projects. Em 2009 regressa a Portugal, onde dá início ao projecto unit.lab.

COLABORADORES

Christine Greiner_ É professora do Departamento de Linguagens do Corpo da PUC-SP, onde coordena o Centro de Estudos Orientais. Foi professora e pesquisadora visitante de várias instituições no Brasil e no exterior (Paris 8, NYU, Rikkiyo Daigaku, Nichibunken e Todai). Dirige a coletânea Leituras do Corpo da editora Annablume. É autora de diversos livros e artigos sobre cultura japonesa, estudos do corpo, dança e performance.

Eduardo Sterzi_Porto Alegre, Brasil, 1973. É escritor, crítico literário e professor. Atualmente, dá aulas na Pós-Graduação em História da Arte da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), em São Paulo. É autor dos livros Por que ler Dante (ensaio, 2008), A prova dos nove, Alguma poesia moderna e a tarefa da alegria (ensaio, 2008) e Aleijão (poesia, 2009), entre outros.

Eloísa Valdes_Nasceu em 1985, de origem luso-francesa. Desde jovem revelou interesse pelos universos da arte, da literatura, da filosofia, da performance, da ficção-científica e da Internet. O seu fascínio pela documentação do presente e das suas narrativas conduziu-a ao fotojornalismo freelance e à antropologia, onde se encontra a investigar sob orientação do Prof. Luís Quintais, no âmbito do Mestrado de Antropologia Médica, no Departamento de Ciências da Vida da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC). O itinerário do seu projecto compreende a interacção de disciplinas como a psiquiatria, a neurociência, a filosofia e a literatura, relacionadas com questões de políticas da vida, educação e associações de doentes.

Gustavo Rubim_ensina literatura na Universidade Nova de Lisboa, em cuja Faculdade de Ciências Sociais e Humanas se doutorou com uma tese sobre Camilo Pessanha e a poética do vestígio. É membro fundador do ELAB – Laboratório de Estudos Literários Avançados (http://elab.fcsh.unl.pt/). O seu mais recente livro de ensaios intitula-se A Canção da Obra (Textiverso, 2008). Em 2011, publicou o estudo “Observadores Observados e a pesquisa avançada em literatura e antropologia” no vol. 15, nº 2, da revista Etnográfica (acessível on-line neste endereço: http://www.scielo.oces.mctes.pt/pdf/etn/v15n2/v15n2a07.pdf).

Manuel Portela_Professor do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. É membro do Centro de Literatura Portuguesa da Universidade de Coimbra. Foi Director do Teatro Académico de Gil Vicente, entre 2005 e 2008. É autor, entre outras, das primeiras traduções portuguesas de Cantigas da Inocência e da Experiência (1994; edição revista, 2007) e Milton (2009), de William Blake, e de A Vida e Opiniões de Tristram Shandy, de Laurence Sterne (2 vols, 1997-98), pela qual recebeu o Grande Prémio de Tradução. Publicou em 2003 O Comércio da Literatura: Mercado e Representação, um extenso estudo sobre o mercado literário inglês no século XVIII. Nos últimos anos tem investigado a digitalização da literatura e da cultura, tendo leccionado diversas disciplinas e seminários no domínio das humanidades digitais: «Cultura Digital e Estudos Literários», «Arquivos e Edições Electrónicas», «Literatura e Média na Era Digital», «Introdução aos Novos Média», «Arte e Multimédia» e «Poesia Cinética». É autor e web-designer do sítio DigLitWeb: Digital Literature Web <www.ci.uc.pt/diglit> (2005-2010).

Pedro Eiras_Professor de Literatura Portuguesa na Faculdade de Letras da Universidade do Porto e Investigador do Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa. Dedica-se a estudos de literatura portuguesa dos séculos XIX-XXI, literatura comparada, estudos inter-artes, investigação sobre ética. Desde 2001, publicou diversos livros de ensaio e crónicas: Esquecer Fausto, A Moral do Vento, A Lenta Volúpia de Cair, Tentações, Boomerang, Substâncias Perigosas. Com o ensaio Esquecer Fausto, ganhou o Prémio PEN Clube Português de Ensaio em 2006. É também autor de obras de ficção, poesia, teatro; as suas peças foram publicadas, traduzidas e encenadas em sete países.

Porfírio Silva_É licenciado e mestre em Filosofia. Doutorou-se em Epistemologia e Filosofia das Ciências, em 2007, com uma tese sobre as ciências do artificial como ciências do humano. Foi Investigador Visitante no Institut Supérieur de Philosophie, da Université Catholique de Louvain, e na Facultad de Filosofía da Universidad Complutense de Madrid. É actualmente investigador no Instituto de Sistemas e Robótica (pólo do Instituto Superior Técnico), como bolseiro de pós-doutoramento da Fundação para a Ciência e Tecnologia. Aí, tem sido organizador dos Ciclos de Conferências com o título genérico «Das Sociedades Humanas às Sociedades Artificiais», actividade multidisciplinar que vai em 2011 para a terceira edição. Publicou A Filosofia da Ciência de Paul Feyerabend (1998, Piaget), A Cibernética: Onde os Reinos se Fundem (2007, Quasi) e Das Sociedades Humanas às Sociedades Artificiais (2011, Âncora).

Anúncios