Monthly Archives: Abril 2012

Conhece-te a ti mesmo


«A intenção de Benjamin era renunciar a toda a interpretação manifesta, fazendo com que as significações se impusessem apenas através da contrastada montage do material. (…) Para coroar o anti-subjectivismo, toda a obra tinha de constar de citações.» (Theodor W. Adorno, «Caracterização de Walter Benjamin», 1955: 23)

«E eu não tenho, de modo algum, tempo para essas coisas. A razão, meu amigo, aqui a tens: ainda não fui capaz, como manda a inscrição délfica, de me conhecer a mim mesmo. Parece-me ridículo que, desconhecedor ainda dessa realidade, me dedique ao exame do que me é estranho.» (Platão, Fedro, s/d: 31)

Continuar a ler

Nunca tive jeito para a geometria

DSC00414

http://vimeo.com/40593640

Haiku contra a geometria romântica

Nunca tive jeito para a geometria
porque vejo sempre na pirâmide
o suor de quem a construía.

Fernando Grade

Francisco Craveiro_Francisco José Craveiro de Carvalho nasceu a 17 de Março de 1950, tendo-se licenciado em Matemática Aplicada, na Universidade de Coimbra, em 1972. Em Julho de 1978, obteve o grau de Ph. D. na Universidade de Southampton – U.K. Prestou provas de agregação em 1989. Foi professor catedrático no Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, de 1990 a 2011.

Ouça o podcast ou descarregue-o aqui.

MILPLANALTOS, UM ANO DEPOIS

Um ano depois de termos criado Milplanaltos, descobrimos, não sem algum assombro, que o nosso desafio se tem vindo a cumprir: conseguimos mobilizar todo um conjunto de investigadores e criadores que trabalham na fronteira, isto é, cujo trabalho não pode ser subsumido a uma lógica disciplinar ou a uma axiologia. Continuar a ler

%d bloggers like this: