Experimentar

Milplanaltos é um espaço de constituição de linhas de fuga entre disciplinas.

Teremos por desígnio cartografar as regiões de contacto, as contaminações, as passagens que se fazem inscrever entre áreas disciplinares diversas, assumindo-se que a interioridade de tais circunscrições disciplinares com as suas axiomática e estruturação não nos permitem experimentar.

Experimentar é assim ir ao encontro das linhas de fuga que fazem do pensar um acto criativo. Os conceitos não são, neste sentido, meras imagens do mundo; isto é, imagens que vão ao encontro de um mundo sem mediação – esta é uma das acepções de «verdade» que importa descartar. Os conceitos são filosóficos, de acordo com a estratégia deleuziana que aqui se reclama, porque criam possibilidades de pensamento que estão para lá daquilo que é conhecido ou assumido. Pensar é, neste sentido, uma actividade que faz multiplicar os possíveis, que nos faz constituir novas linhas de fuga.

Assume-se que a nossa estratégia é a de realizar conexões entre domínios eles próprios dinâmicos e conectivos. E esta estratégia irá implicar a realização de ligações entre arte, literatura, filosofia e ciência.

Pretende-se, neste sentido, reunir contribuições múltiplas. Estas contribuições serão colocadas em diálogo. Este diálogo será potenciado por encontros mensais que obedecerão a um cronograma.

Neste blog dar-se-á notícia deste esforço e serão reunidas as contribuições dos diversos investigadores. Poderão ainda ser pensadas outras modalidades de intervenção e diálogo.

Luís Quintais

%d bloggers like this: